Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/06/19 às 17h41 - Atualizado em 17/06/19 às 17h53

Selo Chega Mais reconhece qualidade dos serviços prestados aos adolescentes

COMPARTILHAR

 

Uma parceria realizada entre o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e as secretarias de Justiça e Cidadania (Sejus) e de Saúde do Distrito Federal possibilitou o reconhecimento de profissionais e serviços públicos de saúde que trabalham no cuidado e na atenção a adolescentes.

 

Na quinta-feira (13), três unidades da Secretaria de Saúde foram homenageadas, por terem sido as melhores pontuadas no processo de certificação do Selo de Qualidade de Serviços para Adolescentes – Chega Mais, da Organização das Nações Unidas (ONU). O evento foi realizado no Hospital Dia, uma das unidades certificadas, que recebeu uma placa em acrílico com o selo.

 

“A melhoria contínua dos serviços de atenção aos adolescentes é o princípio norteador dessa parceria interinstitucional. É preciso aprimorar a qualidade dos serviços públicos, oportunizando capacitações permanentes, assim como reconhecer e premiar essas iniciativas”, destaca Nayara Lopes, Coordenadora de Proteção da Subsecretaria de Políticas para Crianças e Adolescentes da Sejus.

 

O selo consiste em uma certificação, concedida pelo UNFPA, a serviços públicos que atendam a critérios de qualidade para o atendimento a esse grupo populacional, entre os quais pode-se citar: acesso, adequação à fase do ciclo de vida, equidade na atenção, intersetorialidade, educação permanente e participação social.

 

Além do certificado, kits com equipamentos de som foram entregues aos representantes dos primeiros colocados, o Ambulatório de Pediatria do Hospital Dia; a Unidade Básica de Saúde (UBS) 9 do DVO, no Gama; e o Programa de Pesquisa, Assistência e Vigilância às Violências (PAV) do Paranoá, também conhecido como Programa Girassol.

 

A homenagem também pode ajudar a estimular outras unidades a alcançarem uma qualidade melhor nos serviços, segundo Daniel Fernandes, membro do Comitê Consultivo de Adolescentes do Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente do DF. “Esse selo serve como um impulsionador para os demais hospitais, para que busquem a melhor qualidade e tratamento possíveis para atender seus pacientes”, elogiou.