Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/11/19 às 17h32 - Atualizado em 4/11/19 às 17h44

Policiais suecas conhecem o fluxo de atendimento do Centro Integrado 18 de Maio

COMPARTILHAR

 

O Centro Integrado 18 de Maio, da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus), recebeu na manhã desta segunda-feira (04/11) a visita de policiais suecas enviadas pela Embaixada da Suécia, a pedido da Childhood que atua para garantir a defesa dos direitos de crianças e adolescentes, com foco na prevenção e no enfrentamento da violência sexual.

 

Eles trabalham por meio de programas e projetos para que a proteção da infância e da adolescência seja pauta de políticas públicas e privadas. Para isso, formam parcerias com empresas, sociedade civil e governos, e oferecem informação, soluções e estratégias para a questão da violência sexual contra crianças e adolescentes.

 

As policiais Liz Berglund e Catherine Hagströn Hägg foram recebidas pela coordenadora do espaço de atendimento multidisciplinar da Subsecretaria de Políticas para Crianças e Adolescentes da Sejus, Adriana Faustino.

 

As suecas solicitaram na ocasião informações sobre o funcionamento do centro e comunicaram que a embaixada da Suécia receberá recursos financeiros para a realização de treinamento em alguns equipamentos públicos a respeito de abuso sexual, incluindo crimes da Internet, praticados contra crianças e adolescentes.

 

Centro 18 de maio – O Centro de Atendimento Integrado 18 de Maio consiste num equipamento público de atendimento integrado e humanizado a crianças e adolescentes vítimas de violência sexual, visando a proteção integral. Este serviço foi estruturado para atuação conjunta da rede, num mesmo espaço de atendimento, com objetivo de aproximar a proteção e a responsabilização, evitando a revitimização das crianças e adolescentes nos diversos atendimentos.

 

Childhood – Criada em 1999 pela Rainha Silvia da Suécia, a Childhood Brasil faz parte da World Childhood Foundation (Childhood), instituição que conta ainda com escritórios na Suécia, na Alemanha e nos Estados Unidos. A organização é certificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP).