Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
21/06/18 às 11h26 - Atualizado em 30/10/18 às 14h59

Lançados cartões do Bilhete Único para idosos e crianças

COMPARTILHAR

 

Dois cartões do Bilhete Único de Brasília foram lançados nesta quarta-feira (20): o +Melhor Idade, voltado a idosos a partir de 65 anos, e o +Criança Candanga, destinado a pessoas de 2 a 5 anos.

 

Os dois públicos já contam com a gratuidade no transporte público, e o uso do cartão não será obrigatório. Porém, de acordo com o Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans), a medida significará mais comodidade. As crianças que portarem o documento não precisarão mais pular a roleta dos veículos.

 

Já os idosos poderão passar a catraca, também sem custos. Com a Lei nº 5.984, de 30 de agosto de 2017, todos os assentos de transportes públicos coletivos passaram a ser prioritários para diversos grupos, entre eles o de idosos. Antes, a preferência era restrita aos bancos sinalizados com essa informação.

 

Os idosos que não quiserem fazer o cartão poderão usar o transporte público com o uso da identidade. Mas, nesse caso, seguirão restritos aos assentos antes da catraca.

 

“O objetivo é dar qualidade e dignidade a esses dois públicos”, reforçou o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, durante o lançamento.

Segundo o DFTrans, a medida não acarretará custos adicionais para o governo — a passagem pela catraca é uma medida para oferecer mais cidadania aos usuários, não haverá pagamento às empresas. Os cartões serão emitidos pelo próprio órgão.

 

 

Verificação no sistema de biometria – Por se tratar de gratuidade, os idosos terão fotos cadastradas para verificação no sistema de biometria. O método não será aplicado a crianças, de acordo com o DFTrans, porque elas estão mais propensas a mudanças de aparência no período do benefício.

 

“É um cartão intransferível. O objetivo é garantir que os direitos sejam exercidos por quem os tem. E a melhor forma é combatendo a fraude e a irregularidade”, disse o governador ao público presente, que contou com idosos apoiados por programas sociais e crianças da Escola Classe 68, de Ceilândia.

 

Na solenidade de hoje, o chefe do Executivo local também assinou termo de intenção de adesão à Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa, coordenada pelo Ministério do Desenvolvimento Social.

 

A iniciativa tem o objetivo de organizar políticas públicas de proteção e atenção ao idoso de forma integrada. Rollemberg firmou o documento ao lado do diretor de Atenção ao Idoso da pasta federal, Leonardo Rezende.

 

Como obter os cartões +Melhor Idade e +Criança Candanga – Para obter os cartões +Melhor Idade e +Criança Candanga, os interessados podem fazer o cadastro pela internet ou presencialmente, nos postos do DFTrans e do Na Hora. Nesses locais também é possível fazer o agendamento para a entrega dos cartões.

 

No caso dos idosos, é preciso apresentar documento de identificação com foto, foto 3×4 e CPF.

 

Para ter direito ao cartão infantil, são necessários CPF da criança, documento de identidade ou certidão de nascimento, além de foto 3×4. O responsável legal para retirada do cartão também deve adicionar ao cadastro o CPF e a carteira de identidade, a carteira nacional de habilitação ou a certidão de nascimento.

 

 

Fonte: Amanda Martimon e Samira Pádua, da Agência Brasília
Fotos: Pedro Ventura/Agência Brasília